Australiana adotou a estratégia perfeita para conseguir a vitória da etapa brasileira da competição. Ainda na tarde deste domingo (10), os homens competem também no XCO – Cross Country Olímpico

A prova da elite feminina de XCO – Cross Country Olímpico, válida pela etapa brasileira da Copa do Mundo Mercedes-Benz de Mountain Bike, agitou o público na manhã deste domingo (10), no São José Bike Club, em Itaipava – Petrópolis/RJ. A disputa foi marcada pela alternância de posições, que teve a australiana Rebecca McConnell como a grande vencedora, com o tempo de 1h29min41. Anne Terpstra, da Holanda, na segunda colocação, e a francesa Loana Lecomte, em terceiro, completaram o pódio.

O início da prova teve a francesa Loana Lecomte ditando o ritmo do pelotão da frente. Lecomte, que liderou metade da disputa escapada, conseguiu abrir vantagem de 14 segundos para Rebecca McConnell, até então segunda colocada, nas duas primeiras voltas. A alternância de posições entre as cinco primeiras colocadas ditava a competição, que levantava o público a cada volta completada.

Rebecca, na quarta volta, assumia a liderança, que ainda teve a holandesa Anne Terpstra ocupando o posto. A indefinição sobre o resultado final e quem seria a grande vencedora agitava ainda mais o público, que na última volta, vibrava a cada passagem das atletas. Com um final de prova forte, a australiana, que se mantinha no pelotão de frente durante toda a disputa, cruzou a linha de chegada na liderança, e foi para os braços da galera.

“Vencer aqui diante deste público, provavelmente o maior que já vi em uma etapa de Copa do Mundo, é muito especial e incrível. O momento em que cruzei a linha de chegada, eu jamais esquecerei na minha vida. Fui conservadora no início. Me preocupei com a temperatura e com a hidratação o tempo todo. Geralmente não sou a ciclista que dita o ritmo na frente do pelotão, então procurei observar as adversárias e como elas se comportavam. Aproveitei a oportunidade que tive na volta final e conquistei a vitória”, analisou McConnell.

Anne Terpstra, que terminou na segunda colocação, falou sobre a pista e o quão ela exige dos atletas. “O percurso foi muito difícil, principalmente fisicamente. Essa é a realidade do mountain bike, mas eu amei correr aqui. Eu acho essa pista muito boa para a Copa do Mundo, e foi muito bom estar aqui. Consegui um grande resultado e estou muito satisfeita”, completou.

Pódio Feminino
Pódio da elite feminina (Crédito: Marcelo Rypl)

Melhor brasileira

A melhor brasileira nesta etapa da Copa do Mundo Mercedes-Benz de Mountain Bike na elite feminina foi a goiana Raiza Goulão, que terminou na 31ª colocação. Raiza, que fez uma prova de recuperação, falou sobre as dificuldades enfrentadas na prova, e a energia do público presente no São José Bike Club.

“Pode não ter sido o resultado mais expressivo da minha carreira, mas foi, de longe, o mais expressivo para o meu coração. Rolou uma queda na minha frente, e por isso larguei na última posição e consegui me recuperar. Minha meta era o Top 20. Sabia da minha realidade, e estava muito próxima disso, mas furei o pneu na última volta”, disse Raiza.

“Tive que colocar um pouquinho de força no pedal, e consegui recuperar algumas posições. Me senti muito bem durante a prova, acho que estava no páreo para ficar entre as 20. De qualquer forma, só tenho a agradecer à torcida, à organização da Copa do Mundo. Essa energia da galera que vai me levar em frente na temporada 2022. Eu estou voltando”, completou.

O Brasil também foi representado por Letícia Jaqueline (40º), Hercília Najara (42º), Luma Diniz (45º), Aline Simões (46º), Paula Regina Novais (48º), Isabella Lacerda (51º).

Chegada Raiza
Chegada da brasileira Raiza Goulão (Crédito: Ney Evangelista)

Top 10 – Elite feminina XCO
1º Rebecca McConnell (AUS) – 1:29:41
2º Anne Terpstra (NED) – 1:29:58
3º Loana Lecomte (FRA) – 1:30:19
4º Laura Stigger (AUT) – 1:31:25
5º Mona Mitterwallner (AUT) – 1:31:34
6º Caroline Bohé (DEN) – 1:32:15
7º Linda Indergand (SUI) – 1:33:20
8º Alessandra Keller (SUI) – 1:33:57
9º Kate Courtney (USA) – 1:34:01
10º Anne Tauber (NED) – 1:34:06

CIMTB Michelin
A organização da CIMTB Michelin realizou sua primeira prova em 1996. Desde então, vem inovando e contribuindo ativamente para o crescimento e fortalecimento do mountain bike e o mercado de bicicletas no Brasil. Contando pontos para o ranking mundial da União Ciclística Internacional (UCI) desde 2004, a CIMTB Michelin tem sido seletiva para os Jogos Olímpicos nos Ciclos de Pequim 2008, Londres 2012, Rio 2016 e Tóquio 2020. Em 2022, a CIMTB Michelin aumentará ainda mais sua relevância internacional com a realização da etapa de abertura da Copa do Mundo Mercedes-Benz de Mountain Bike 2022, em Petrópolis. Além disso, foi responsável pela construção da pista de mountain bike dos Jogos Olímpicos Rio 2016, considerada uma das melhores da história dos Jogos desde 1996.

Mais informações sobre a CIMTB Michelin:
Site: https://www.cimtb.com.br
Instagram: http://www.instagram.com/cimtb
Facebook: http://www.facebook.com/cimtb/

Mais informações sobre a Copa do Mundo Mercedes-Benz de MTB:
Site: https://www.mtbwc.com.br

Texto e fotos:
Texto: Helen Salgado e Victor Carneiro
Fotos: César Delong

About the author : Gustavo Coelho

Subscribe to newsletter

Insider offers & flash sales in your inbox every week.

Thank you for your message. It has been sent.
There was an error trying to send your message. Please try again later.

Latest videos

Join our mailing list today

Insider offers & flash sales in your inbox every week.

Thank you for your message. It has been sent.
There was an error trying to send your message. Please try again later.

Curabitur non nulla sit amet nisl tempus convallis quis ac lectus dolor sit amet, consectetur adipiscing elit sed porttitor lectus.